27 de maio de 2010

ㅤ c2 '




Eu quero as pessoas por inteiro, nem que seja só por hoje. Não quero saber do seu sobrenome, ou da classe social de cada uma. Eu estou pouco me importando se têm um carro caro, ou se frequentam as melhores festas. Quero saber é do interior, se puderem me falar.
As pessoas estão ficando cada vez mais frias, se preocupando tanto com dinheiro e poder, que acabam destruindo sua própria casa, passam por cima de amizades, e esquecem completamente o amor.. Acho que é exatamente por isso que eu tenho tanto medo de crescer e de perder a magia de ser criança. Pois se crescer for assim, dar mais valor a ideiais do que a sentimentos, eu prefiro ser a eterna boboba que fala pelos cotovelos. Eu tenho um certo receio de pessoas adultas. Pois a maioria não possuem tempo pra nada de interessante. Não dedicam tempo aos familiares, nem aos amigos, e muito menos, aos cachorros.. Eu MORRO de medo de ficar assim. Acho que este, então, é meu maior medo. Não quero perder meu espírito de criança nunca!
As pessoas amadurecem e ficam frias, e estas vivem me questionando porque eu ainda tenho atitudes infantis ou porque eu rio tanto. Implicam comigo por fazer as coisas do meu jeito, por emburrar quando eu acho certo. Se incomodam com a minha gargalhada, e até mesmo com o meu choro mais doído. Essas pessoas se incomodam demais com coisas futéis, vivem vidas alheias, e sem perceber, não aproveitam o melhor da própria vida. Pois deviam acordar logo, e se importar com o que há dentro do coração de cada um. Com as lembranças boas, com as viagens, as músicas cantadas em barzinhos, as ranchadas, as gargalhadas entre amigos.. E então, tenho certeza que se os frios começarem a pensar assim, começarem a se preocupar com o SER, e não com o TER, vão parar de questionar o meu jeito desinibido e impulsivo, e ser mais assim, como eu, uma eterna bobona.
Se entregem mais aos amores de uma noite, aos amigos sem juízo, aos choros em frente a televisão, às tardes sem ter o que fazer do lado de pessoas boas.. Não se contente com amores pequenos, com falsas amizades, com status de banco ou com felicidade passageira. Eu quero uma vida longa, quero amizades verdadeiras, quero pessoas do bem, e momentos inesquecíveis, quero as coisas que ainda não existem, eu quero tudo! E você também pode querer. Eu tenho sim, um mundo inteiro só pra mim. E este mundo está só me esperando. Minhas asas estão se abrindo, e eu começo a sentir a textura das nuvens..
E a suas, quando irão se abrir?

2 comentários:

  1. Quee lindooo *-* lindas palavras e verdadeeiras!

    ResponderExcluir
  2. amei *-*' mostra um piouco do que eu sinto ;/ '

    ResponderExcluir